Intercâmbio - Apadrinhe Intercambistas | Universidade Feevale

Sobre o processo

O Apadrinhe um Intercambista é um projeto coordenado pela Diretoria de Relações Internacionais da Universidade Feevale. O programa tem como objetivo apoiar os estudantes internacionais, promovendo a integração entre os alunos estrangeiros e os acadêmicos da instituição.


Inscrição e Processo de Seleção


Para participar do processo de seleção basta preencher o formulário de inscrição e aguardar o agendamento de entrevista. O processo é aberto à comunidade acadêmica e à comunidade em geral.

Para a escolha dos padrinhos, alguns critérios são levados em consideração, entre eles, idade, domínio do idioma do aluno a ser recebido; o curso do padrinho sendo, de preferência, o mesmo do intercambista e a região de residência do padrinho sendo, de preferência, na cidade de Novo Hamburgo.

Depoimentos

Bruna Prudêncio

Apadrinhar Kyösti foi uma das melhores experiências que já vivi, a troca de cultura e a amizade que se formou foi muito importante para mim e vai durar para sempre. Pude colocar meus conhecimentos em prática e treinar meu inglês, que foi um jeito ótimo e muito divertido de estudar. ? Quando o vi pela primeira vez ele veio apertando a minha mão no aeroporto e eu abracei ele, já quando me despedi dele queria apertar sua mão mas ele me puxou para um abraço e disse que tinha aprendido a abraçar do jeito brasileiro, foi difícil não chorar.

Depoimento da Bruna Prudêncio, acadêmica do curso de Turismo. Ela apadrinhou o Kyösti Tiainen, da Finlândia, através do nosso programa "Apadrinhe um intercambista"



Primeiramente, gostaria de agradecer ao intercâmbio Feevale por me permitir participar do programa. Acredito que as melhores partes do "Apadrinhe um Intercambista" para mim, neste semestre, foram vivenciar outras culturas sem sair do lugar em que vivo, aperfeiçoar a língua espanhola e ganhar não só uma nova amizade, mas uma família mexicana. Além de todos os momentos que passei com a Frida em quase 6 meses, o mais marcante foi receber parte de sua família na minha casa e passar o réveillon compartilhando essa experiência, também com meus pais, podendo apresentar mitos e verdades, costumes do ano novo, gastronomia e fazer futuros planos para conhecer o México.

Laryssa Ferreira De Lima acadêmica do curso de Turismo, madrinha da intercambista Frida Margarita Hernández García, do curso de Jornalismo, México, julho 2018.

Laryssa Ferreira De Lima



Imagem central - Por que ser um padrinho?

Por que ser um padrinho?

O programa é uma atividade voluntária e consiste em uma rica experiência de troca cultural sem sair do país. Além disso, contribui para a formação pessoal do aluno, tanto o intercambista quanto o padrinho, contribuindo para o desenvolvimento do programa de mobilidade internacional da Universidade, além de trazer benefícios como:
  • Conhecer novas culturas;
  • Fazer novas amizades;
  • Praticar outro idioma;
  • Horas Complementares*.

*Após cumpridas todas as etapas do programa;

Imagem central -  Atividades a serem desenvolvidas

Atividades a serem desenvolvidas

As atividades e responsabilidades desenvolvidas pelo padrinho/madrinha são:

  • Participar dos Encontros promovidos pela Diretoria de Relações Internacionais;
  • Apresentar Novo Hamburgo e região;
  • Explicar sobre nosso sistema de transporte;
  • Auxiliar nas primeiras compras (celular, chip, roupa de cama, comida);
  • Dar apoio durante as disciplinas, caso cursarem juntos;
  • Orientar sobre infraestrutura da Universidade;
  • Ensinar sobre a vida, a cultura e o idioma da região;
  • Estar atento com a saúde do intercambista e auxiliá-lo, caso necessário;
  • Auxiliar o intercambista, quando se fizer necessário, na sua instalação em moradia.
  • Auxiliar com os documentos e registro na Polícia Federal
  • Auxiliar na realização de matrícula e inscrição em disciplinas;